Papa Bento XVI sofre do mal de Parkinson

“Depois de ter examinado repetidamente a minha consciência perante Deus, cheguei à conclusão de que as minhas forças, devido a uma idade avançada, não são capazes de um adequado exercício do ministério de Pedro.” A frase, dita a cardeais pelo papa Bento XVI às 11h30min da manhã de 11 de fevereiro de 2013, ficou gravada na história por sua pungência e raridade: havia seis séculos que um pontífice não renunciava ao trono. 

Leia mais em https://www.osul.com.br/papa-emerito-bento-xvi-sofre-do-mal-de-parkinson/

De acordo com a revista, a doença foi descoberta um ano antes da renúncia, quando Bento 16 foi desaconselhado a fazer viagens transoceânicas por causa dos problemas de saúde. Com isso, ele desistiu de participar da Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, em julho de 2013. Quem participou do encontro foi seu sucessor, o papa Francisco.

Bento 16 mora dentro do Vaticano, no convento Mater Ecclesiae, um prédio de dois andares e 400 metros quadrados. Sinais de que os movimentos estavam comprometidos apareceram em 2012. Para um deslocamento de 100 metros na Basílica de São Pedro, ele usou uma plataforma móvel, empurrada por auxiliares.

Leia mais em https://www.radioitaliana.com.br/papa-emerito-bento-xvi-sofre-de-mal-de-parkinson-segundo-revista/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *