Tudo sobre Mal de Parkinson

Você sabe o que é e como é realizada a DBS (Deep Brain Estimulation), cirurgia para tratamento dos sintomas do Parkinson? O Parkinson é uma doença que tem, entre seus sintomas, os tremores involuntários e a espasticidade (rigidez muscular), que impactam, direta e indiretamente, na qualidade de vida de seu portador, já que limitam a realização de atividades básicas, como amarrar um sapato e levar o garfo até a boca na hora das refeições. Quando os medicamentos já não auxiliam mais no tratamento dos sintomas involuntários e espasmos, característicos do Parkinson, indica-se a realização da cirurgia de DBS (Deep Brain Estimulation), traduzida como Neuroestimulação Profunda do Cérebro, que consiste no implante de eletrodos – iguais aos de marca-passo utilizados para o coração – na região afetada pela doença. A técnica pode ser realizada com o paciente acordado para que ele possa fornecer a resposta dos movimentos no ato em que o alvo está sendo estimulado e assim garantir a efetividade dos resultados. Uma vez implantado o eletrodo, ele passa a ser monitorado periodicamente, para possíveis ajustes. O procedimento tem o auxílio de um software, que cruza as imagens de ressonância magnética do paciente com mapas científicos, apontando com precisão o local exato a ser estimulado. Neste processo, o procedimento conta com a ajuda de um físico, que permanece o tempo todo na sala de cirurgia. Quem realizou esse procedimento foi o Sr. Claudio Murakami, que contou, nesta videorreportagem, como foi o diagnóstico da doença, os tratamentos realizados, listou as dificuldades que enfrentou e o que mudou desde que que se submeteu ao implante de eletrodos. Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *